6 de jan de 2014

Questões de Concursos - Administração Pública

Olá pessoal! Fim de ano passou, agora férias e relaxamento total, para depois começarem os estudos a "todo vapor". É muito importante estudar, mas sem as energias necessárias para o inicio do ano, o resultado é uma total falta de entusiasmo. Então relaxem bastante nestas férias e quando voltarem, resolvam as questões abaixo sobre administração pública. Fiz um apanhado geral e vou postar para vocês. Após a resolução, não esqueçam que o gabarito estará no final desta postagem. Bons estudos, bons concursos, bom ano, e que aprovações venha logo.


FCC - 2012 - TRT 6ª Região - Analista Judiciário - Área Administrativa 
Disciplina: Administração Pública | Assunto: Geral

1 - Para que seja factível utilizar indicadores de desempenho no processo de avaliação de um órgão público é imprescindível, em primeiro lugar, 

a) elaborar um projeto de serviço mensurável tanto por indicadores qualitativos como quantitativos. 
b) estabelecer relações precisas entre o conjunto de indicadores existentes tanto quantitativos como qualitativos. 
c) diferenciar claramente os indicadores qualitativos dos quantitativos e priorizar os primeiros. 
d) superar a indeterminação na mensuração de atividades governamentais, geralmente avaliadas por critérios subjetivos. 
e) evitar o uso de indicadores quantitativos, frequentemente manipulados para fins de privatização do setor público. 


2 - No processo de gestão da mudança, no setor público, deve-se estar atento, principalmente, 

a) às resistências individuais resultantes do sentimento de insegurança das pessoas. 
b) aos grupos insatisfeitos com as mudanças tecnológicas necessariamente associadas à mudança organizacional. 
c) à influência de grupos de interesse econômicos sobre os dirigentes da organização. 
d) à falta de sentido ético dos servidores com relação à missão principal da organização. 
e) às resistências coletivas baseadas no apego à cultura organizacional. 


3 - O principal limite a uma adequada gestão das pessoas no setor público brasileiro é 

a) o controle total das elites patrimonialistas sobre as carreiras de Estado no âmbito do governo federal. 
b) a falta de estruturas de cargos e carreiras nos órgãos voltados para a gestão e planejamento de recursos humanos no governo federal. 
c) a inexistência de uma política salarial e de incentivos ao desempenho dos níveis gerenciais. 
d) a rigidez da estrutura de cargos e carreiras e a complexidade da legislação de pessoal no setor público brasileiro. 
e) o clientelismo e a corrupção nas funções operacionais e nos quadros terceirizados da administração pública em todas as esferas de governo. 


4 - O gestor de recursos humanos orientado para a construção de uma organização competitiva, quando focado no envolvimento das pessoas prioriza 

a) a reengenharia dos processos da organização. 
b) o provimento de recursos aos funcionários para incentivar contribuições. 
c) o diagnóstico organizacional alinhado à estratégia empresarial. 
d) a melhoria da infraestrutura da empresa. 
e) o aperfeiçoamento das estratégias de recursos humanos. 


5 - Nos modelos contemporâneos de gestão de pessoas enfatiza-se 

a) o controle centralizado e hierárquico. 
b) a orientação para os processos. 
c) as vantagens colaborativas. 
d) a necessidade de certeza. 
e) a informação segmentada. 


6 - Na gestão de pessoas no setor público deve-se utilizar os quadros terceirizados em 

A a) funções com pouca interação com o público. 
B b) atividades-meio de caráter auxiliar. 
C c) funções técnicas que exigem frequente atualização. 
D d) atividades-fim com baixa complexidade técnica. 
E e) cargos com elevada rotatividade. 


7 - Na gestão de desempenho em órgãos públicos deve-se focalizar prioritariamente 

a) a autonomia do órgão na definição de sua missão e objetivos gerais. 
b) a racionalização dos processos e redução de custos. 
c) a compatibilização das metas e objetivos do órgão com o interesse público. 
d) a compatibilização dos processos administrativos com relação aos controles formais. 
e) o isolamento do órgão em face dos interesses sociais que procuram influenciá-lo. 


8 - As redes organizacionais se caracterizam por 

a) enfatizar a especialização do conhecimento por meio de estruturas matriciais. 
b) possuir mecanismos de controle formais, orientados por comandos hierárquicos claramente individualizados. 
c) priorizar interações interindividuais, segmentadas e orientadas para o curto prazo. 
d) funcionar por meio de mecanismos de coordenação linear e vertical. 
e) constituir unidades interdependentes orientadas para identificar e solucionar problemas.


9 - A gestão adequada para evitar a difusão de boatos que distorcem as mensagens entre a direção e os níveis intermediários de gestão deve focar prioritariamente os fluxos de informação 

a) laterais ou horizontais. 
b) verticais ascendentes. 
c) verticais descendentes. 
d) formais impressos. 
e) formais eletrônicos. 


10 - Com relação às convergências e diferenças entre a gestão pública e a gestão privada, considere as afirmativas a seguir. 
I. As empresas devem suas receitas aos seus clientes. Os governos têm os tributos como fonte exclusiva de receita. 
II. Os clientes só pagam às empresas se comprarem seus produtos, mas pagam ao governo mesmo que não estejam "consumindo" seus serviços. 
III. As empresas normalmente operam em um ambiente competitivo (seus clientes podem trocar de fornecedor se não estiverem satisfeitos), já os governos sempre operam por meio de monopólios. 
IV. Os cidadãos controlam o governo por meio das eleições, já as empresas privadas são controladas pelo mercado. 
V. A Administração Pública só pode fazer o que estiver autorizado em lei, enquanto o gestor privado pode fazer tudo que não estiver proibido.

Está correto o que se afirma APENAS em 

A a) I, III e IV. 
B b) I e III. 
C c) II, III, IV e V. 
D d) II, IV e V. 
E e) II e V. 


11 - Na estrutura organizacional de tipo linear 

a) a autoridade é baseada na especialização e no conhecimento, e não na hierarquia. 
b) entre o superior e os subordinados existem linhas diretas e únicas de autoridade e responsabilidade. 
c) os órgãos de linha estão diretamente relacionados com os objetivos vitais da empresa. 
d) a hierarquia é flexível e mutável, capaz de se adaptar rapidamente às necessidades de cada projeto. 
e) combinam-se a departamentalização funcional e por projeto, sacrificando o princípio da unidade de comando. 


12 - O comportamento ético na gestão pública exige que se valorize 

a) a presteza acima da formalidade legal. 
b) a eficiência mais do que a eficácia. 
c) o consenso acima do conflito. 
d) o interesse público antes dos interesses privados. 
e) a impessoalidade contra a afabilidade. 

13 - O estilo tradicional de direção (Teoria X) está apoiado numa concepção da natureza humana que enfatiza 

a) o caráter egocêntrico dos homens e a oposição entre os objetivos pessoais e os objetivos da organização. 
b) o caráter naturalmente empreendedor e ativo dos homens quando motivados por objetivos organizacionais ambiciosos. 
c) a natureza independente, a predisposição ao autocontrole e facilidade ao comportamento disciplinado. 
d) a capacidade de imaginação e de criatividade na solução de problemas como atributo comum à maioria dos homens. 
e) a responsabilidade da administração em proporcionar condições para que as pessoas reconheçam e desenvolvam suas potencialidades. 


14 - Como uma das dimensões do Estado contemporâneo empreendedor, o princípio da desconcentração se efetiva por meio 

a) da racionalização de custos de empresas públicas. 
b) da delegação de competências. 
c) da coordenação intersetorial de programas. 
d) do planejamento estratégico situacional. 
e) da reengenharia de processos na administração direta. 


15 - O processo de monitoramento de programas de governo pressupõe 

a) o acompanhamento contábil da implantação do programa, com relatórios semanais. 
b) uma checagem diária das condições formais da organização, em termos de qualificação dos recursos humanos. 
c) o acompanhamento contínuo, cotidiano, por parte de gestores e gerentes, do desenvolvimento dos programas e políticas em relação a seus objetivos e metas. 
d) avaliações executadas por instituições externas, com pesquisas que procurem responder a perguntas específicas. 
e) a construção de indicadores, produzidos regularmente com base em diferentes fontes de dados, que dão aos gestores informações sobre o desempenho de programas. 


VUNESP - 2012 - Pref. São José dos Campos - Analista em Gestão Municipal - Nivel Superior 
Disciplina: Administração Pública | Assunto: Geral

16 - Caracterizar a sociedade como um campo de conflito, cooperação e incerteza, em que os cidadãos defendem seus interesses e afirmam suas posições ideológicas, é uma pressuposição da administração pública 

a) patrimonialista. 
b) burocrática. 
c) gerencial. 
d) inatista. 
e) prudencial. 

17 - Com o advento do Departamento Administrativo de Serviço Público - DASP surge o modelo de administração pública 

a) de autoridade carismática. 
b) de abuso de autoridade. 
c) de autoridade tradicional. 
d) burocrático. 
e) mecanicista. 

18 - A interpermeabilidade dos patrimônios público e privado era a característica que definia o governo nas sociedades 

a) pré-capitalistas e pré-democráticas. 
b) pós-capitalistas e pós-democráticas. 
c) de manufatura celular e de conflito. 
d) de dominação segundo Weber e a autoridade burocrática. 
e) de dimensões junguianas e diretivo-autoritárias. 


GABARITO ABAIXO:

1) a  2) e  3) d  4) b  5) c  6) b  7) c  8) e  9) a  10) d  11) b  12) d  13) a  14) b  15) e  16) c  17) d  
18) a

Faça Uma doação ao blog - Clique aqui e saiba como

0 comentários:

Assinar Feed Seguir no Twitter Seguir no Facebook

 
TopOfBlogs | Academics Blogs | FeedSearch - Feeds RSS e Atom | Checagem de pagerank gratis |