30 de set de 2012

Prioridade Nos Estudos - Dicas Importantes

Como eleger prioridades e leva-las adiante. Aprenda dicas importantes para melhorar o desempenho durante sua preparação para concursos, provas de vestibular e algo semelhante. Organize pensamentos e direcione ações para chegar onde quer, fazendo as mudanças necessárias. Algumas táticas de planejamento podem lhe ajudar em momentos como esse. É muito importante fazer cronogramas e planos de tarefas em longo prazo, mas, manter-se na esfera dos planos e sonhos não vai levar você adiante. Sempre ocorrem imprevistos e tarefas de última hora que precisam ser feitas e não podem atrapalhar a execução de serviços já estabelecidos. Então, como escolher o que fazer?

Confira algumas dicas que irá ajudá-lo a estabelecer prioridades que você pode adaptar a qualquer situação:

1) Faça uma lista

Passe para o papel tudo aquilo que você tem para fazer. Depois separe esses tópicos entre urgentes e não urgentes, e você saberá por onde começar.

2) Certifique-se dos valores e impactos de cada item

Cumprir certas tarefas primeiro tem mais valor do que realizar outras. As consequências ou ramificações que uma tarefa pode causar devem ser levadas em consideração na hora de priorizar. Pese prós e contras de cada ponto.

3) Seja honesto e flexível
Faça uma lista realista. Não estabeleça prioridades impossíveis de serem alcançadas, pois isso só irá causar desapontamento e desânimo. Para priorizar de forma efetiva, é importante ser flexível na hora de imprevistos e decisões. Você não pode ignorar todas as pessoas ou acontecimentos ao seu redor apenas para cumprir sua lista mudanças!

4) Pratique o desapego
Quando alguma coisa é muito importante, corremos o risco de ficarmos presos nos detalhes e passar tempo demais concentrados em uma única tarefa ou projeto. Estabeleça prazos rígidos de cumprimento da lista, mas se alguma coisa estiver tomando muito do seu tempo, tire os olhos dos pormenores e passe para ações práticas. Você não vai querer cumprir minuciosamente, e revendo, e “melhorando” uma tarefa, de forma que as outras ficarão sem tempo para serem cumpridas. Vai? “Empacar” é também uma forma de fugir!

5) Pensar em fazer ou decidir o que Fazer?
Nossas escolhas espontâneas são sempre o resultado de prioridades, tenhamos ou não consciência delas. Quando as prioridades são inconscientes, podemos começar as coisas, e não terminar. Nós tendemos a pensar sobre o que poderíamos fazer em vez de decidir o que fazer. Por outro lado, quando as prioridades são conscientes, nossas escolhas espontâneas tendem a ganhar força e foco. Amadureça suas ideias.

6) “Brain Storm”

Você pode contar com sua intuição para definir as prioridades, em um mapeamento mental. A maneira mais simples é pegar uma grande folha de papel em branco e no centro, escrever uma ou duas palavras para resumir o projeto que você está priorizando. Por exemplo, se você quiser decidir as prioridades para estudar para concurso pode escrever: parar de trabalhar e estudar trabalhando. No começo, anotar tudo o que lhe ocorre em relação a cada opção. Mantenha a descarga de suas ideias espontâneas e associações até sentir que está completo. Então, comece a mapear as relações entre as coisas que você escreveu, usando círculos e linhas para ligar as peças que se relacionam entre si. Quando terminar, você estará ciente de que algumas coisas precisam acontecer antes e que algumas coisas são mais importantes do que outras. Estas serão suas prioridades.

7) Esperar pela certeza para decidir é perder tempo!

Outra barreira para definição de prioridades é pensar que você precisa saber mais do que é necessário. O fato é: você não pode prever o futuro. Assim, definir prioridades é sempre uma aventura para o desconhecido. Adiar priorização até ter certeza que sabe as escolhas certas a fazer é adiar. Se esperar para saber o que é possível antes de escolher, não vai avançar.

8) Você pode pedir ajuda da “sorte”

Anote suas opções em tiras de papel separadas e cada etapa para cada uma delas. Mais uma vez, não tente organizar o seu pensamento ou ser sensato. Apenas expresse um pensamento de cada vez, cada um em seu próprio pedaço de papel. Coloque as tiras de papel em um recipiente. “Sorteei” um de cada vez. O primeiro torna-se a sua primeira prioridade. O segundo, torna-se a segunda prioridade, etc. E se o quarto é mais importante do que o primeiro? Sem problemas. Mova-o para o primeiro lugar. Vá trocando de acordo com a importância. No final, você terá organizado as ideias por prioridade e os meios para alcança-las.

9) Não tenha medo de seguir suas prioridades

Para alguns uma barreira ao estabelecimento de prioridades é o medo que, de alguma forma “a ira dos deuses” caia sobre eles, se declararem o que querem e rumar para lá. Isso é confundir o processo de determinação com a ditadura da realidade. Decidir o que fazer e caminhar para realizar não é o mesmo que emitir ultimatos sobre como as coisas devem ser. Ao se decidir, você se envolve com a realidade, você não a manipula. Imaginar que, estabelecendo prioridades, estamos mandando no universo ao nosso redor não é realista. O que acontece é que quando você se determina, começa a agir para realizar e então não é o universo que muda e sim, a sua atitude diante dele. Assim, você supera obstáculos, resolve impasses, contorna problemas e alcança seus objetivos.

10) Mantenha suas opções em aberto

Nossa tendência é permanecer onde estamos. Se tivermos que eleger prioridades em nossa vida, certamente gostaríamos de algumas que não precisássemos enfrentar divergências, riscos, oposição, e medo do fracasso. Sair da sua “zona de conforto” para seguir suas determinações não é fácil. Mas, se quer que a sua vida mude, mude você a vida! Como? Comece fazendo uma lista do que deseja fazer (volte ao número 1)!
Fonte: atepassar.com

Faça Uma doação ao blog - Clique aqui e saiba como

0 comentários:

Assinar Feed Seguir no Twitter Seguir no Facebook

 
TopOfBlogs | Academics Blogs | FeedSearch - Feeds RSS e Atom | Checagem de pagerank gratis |